28 outubro 2003

Vox

Será que o mundo é diferente, em cada olhar?

27 outubro 2003

Azul

É engraçado. Poderá não ter piada, humor fácil ou palhaçada, mas não deixa de ser engraçado. O lápis azul, que outrora provocava dissabores em muitas vidas, censurando-as, é agora o lápis azul da animação. Os sonhos e as paranóias de outros tempo riscados, são agora animados pela mesma cor. Afinal, será que os censores não passavam de pessoas com uma imaginação brutal e muito própria? Talvez os verdadeiros percursores do cinema de animação, das suas técnicas, tenham sido os censores, em Portugal? O lápis azul da censura, anima em Portugal.

25 outubro 2003

Os outros

Ouve, tu és mesmo um merdas ou só estás armado em palhaço? Repara, não percebi ainda se estás com problemas, se és um animalzeco sem destino conhecido ou se simplesmente, nasceste torto da cona da tua mãe. Vês o meu cérebro? Não? Não o quê? Não sabes para que serve isso ou não sabes como usar isso? Olá... O mundo já deu infinitas voltas e tu continuas um merdas. Acorda, ó filho de uma puta barata.

24 outubro 2003

Em cima do telhado

Estão três tipos em cima do telhado, naquele prédio em frente, logo a seguir à companhia de seguros francesa. Ou será espanhola? Ou inglesa?? Não sei, não interresa. Estão três tipos em cima do telhado, naquele prédio em obras. Começou a chover e os gajos continuam em cima daquele telhado. Será que os gajos são estúpidos? Serão talvez imigrantes ilegais a tentar o suícidio, motivados pelas condições precárias de trabalho em Portugal? Serão eles enviados por seres extraterrestres, incumbidos de uma missão tão sigilosa, que nem os seus pares sabem? Serão proventura espiões americanos a tentar sabotar o que resta da nossa dignidade lusitana? Não sei o que serão. Nem porque estão em cima do telhado.

20 outubro 2003

Parvalhões e outros cabrões

Estou farto de aturar a merda dos autores portugueses. Cromos de merda. Alternativos ou independentes, cabrões da puta da vida. Mainstreams ou comercialóides, parvalhões com falta de ética. Não consigo mais aturar a arrogância destes filhos de putas perdidas nas ruas que não constam em qualquer mapa desta cidade ou de outras parecidas. Não tenho mais a paciência, que deveria ter, nem o gosto para descobrir as diferenças, nenhumas, entre eles. Ratos. Voçês são todos uns ratos. Arrogantes imbecis. Morram, queimados, seus estúpidos.

19 outubro 2003

Olá

Lembras-te do Marco? Porra, eu chorei imenso com aquela série... Era triste ver o Marco ficar sem a mãe. E o macaquinho? Coitadinho. Quando acabava o TV rural, domingos de manhã, lá ia o Marco procurar a sua querida mãezinha... E a abelha Maia? Que estúpida, mais o gafanhoto parvo... Bebes mais um copo? Os marretas é que era! Aquela miss Piggy murchava qualquer puberdade... Viva o Conan, o rapaz do futuro!! E as cidades de ouro e o Bonanza...
Chinês

Foda-se, mas eu falo chinês ou que merda de lingua?

17 outubro 2003

O jornal, foda-se!

Tá bem, fica descansado, porra... Amanhã, vais também? Boa viagem. Nõo te esqueças de levares o cérebro e de o lavares quando lá chegares. Bom. hoje vou ver o video da eleição para a casa branca. É de facto um bom filme, apesar de não estar editado em DVD. O George Bush é um óptimo comediante, gosto muito das suas anedotas. Consegue aldrabar sempre a sorrir e substituir os votos do povinho estúpido. Ah, isto é que é liberdade! Será que as próximas eleições presidenciais do presidio chamado estados unidos, em 2004, serão assim tão hilariantes? Ou vamos assistir a uma secante e ridicula corrida democrática, ou seja lá o que for, tí­pica do velho continente? Que se lixe. De todos os palhaços, o Broche, ops... Bush, continua a ser o mais engraçado. O circo montado no Iraque vai-se manter, contra todos os direitos humanos e internacionais, mas que se lixe, o Bush vai ser sempre o meu palhaço preferido.

16 outubro 2003

Idiota

Lisboa. 16h07m. Carros, demasiados, a circular por entre ruas apertadas. Gajas de roupas pesadas, sedutoras no olhar, putas no andar. Um pombo cagou à minha frente sem me acertar. Um bófia, filho da puta, coloca o bloqueador na roda de um carro que, passado um minuto do tempo permitido, não estava autorizado a estacionar ali. Ali, naquele canto escuro e estúpido, naquela rua barulhenta. Olho para as janelas e vejo uma boazona. Boas tetas, bom cú. 2º esquerdo daquele prédio pintado de rosa. Atrevo-me a subir? Ou sou cobarde demais para me atrever a comunicar com a tipa e engatá-la? Vou para a esplanada e peço uma imperial. Um cachoro quente. Uma empada e um rissol. Penso no que devia fazer. Vou ou não? A gaja quer ou não quer? Dá-me tesão, é um facto. Subo? A foda será boa? Bom, mais uma imperial, se faz favor. Foda-se... Vou arrotar. E a tipa, será que as tetas são verdadeiras? Mas o cú é mesmo bom. A porta do prédio não tranca, o que é muito bom. Vou subir, mas primeiro vou acabar esta imperial. Merda, mas quem me telefona? Estou? Sim? Ah, és tu... Diz. Como? Não, não posso ir. Eh pá, não sei, tou fodido e cansado. não me apetece ir. Sim, sim. depois ligo-te. Tchau. Vai pró caralho, foda-se... Bom, esta imperial já foi. O melhor é pedir outra. E a gaja, já não vejo a gaja... Mas que merda, sou sempre a mesma merda. que se foda... Vou comer mais uma empada e pedir uma garrafa de água para aliviar a garganta. Vou para o estudio desenhar. Levanto-me. Desculpe, vai sair? Foda-se... É a gaja... Mas que tetas... Sim, sim, vou sair. Obrigado. Estúpido... Ela senta-se na tua mesa e tu vais embora???? Que se foda. vou ver gajas nuas na net.
CRIMINOSO

Sou um criminoso. Sim um criminoso, daqueles que não são bem aceites na sociedade. Não matei ninguém, não violei ninguém, não fodi nenhuma criança ou velhinha, não colaborei na queima total deste cantinho da europa... Sou criminoso por ter alcool no sangue, enquanto conduzia. Não atropelei ninguém, nem tive qualquer acidente... Se tivesse morto, violado, raptado ou coisa parecida, era perdoado, evocava logo demência ou problemas familiares. Mas não. Sou criminoso e pronto. Ah, que saudades da justiça...........

11 outubro 2003

Citação

"I know that changing the world is not easy, but it remains necessary nonetheless."
Fadhil al-Azzawi

10 outubro 2003

Bófia

Filhos de putas. Os PSP's são todos uns filhos de putas.
Desculpa-me

Sou mongo, sim, muito mongalóide. Só podia ser mesmo monga para continuar a aturar, estúpidamente, os porcos que se sentam no parlamento desta, já ida, nação. Ah, Tio António de Oliveira, tu é que os conhecias bem!
...!!!!!!!

Odeio-te. Metes-me nojo.

01 outubro 2003